A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Uma proposta de releitura do trabalho em saúde no Brasil inspirada na experiência de Portugal

  • Marise Nogueira Ramos
  • Telmo Humberto Lapa Caria
  • Marise Nogueira Ramos

    Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Laboratório de Trabalho e Educação Profissional em Saúde; Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Educação, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

    Telmo Humberto Lapa Caria

    Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Departamento de Economia, Sociologia e Gestão, Vila Real, Portugal; Centro de Investigação e Intervenção Educativas da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação do Porto, Porto, Portugal. Centro de Investigação e Intervenção Educativas, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação do Porto, , Porto, , Portugal



Resumo

Neste artigo, discutem-se pesquisas realizadas em Portugal e no Brasil sobre saberes profissionais respectivamente de trabalhadores sociais e de técnicos em saúde, apoiados no conceito de sociocognição – o conhecimento implicado na experiência social –, cujo sentido analítico requer identificar situações de trabalho, competências práticas e cognitivas ou modos de cognição que estruturam e sustentam a ação dos trabalhadores nas respectivas situações. Tais elementos do trabalho profissional foram organizados em uma tipologia da sociocognição em situação. Os saberes profissionais, com caráter predominantemente tácito, equivalem aos conhecimentos produzidos e mobilizados nessas situações. As primeiras pesquisas realizadas no Brasil, nesse sentido, foram feitas com técnicos em saúde bucal, tendo-se, posteriormente, extrapolado a análise, em alguns aspectos, para o conjunto dos técnicos de equipes da saúde da família. Dentre os resultados, pode-se destacar que a principal competência prática demonstrada pelos técnicos estudados é o acolhimento, enquanto o modo de cognição ou competência cognitiva que mais se manifesta é o de caráter intuitivo associativo ou seletivo. A experiência prática tende a ser mais reconhecida do que a formação técnica, ainda que as etnografias sobre saberes profissionais possam ajudar a tornar mais explícita a relação entre essas duas dimensões do trabalho profissional.

Palavras-chave

etnografias profissionais,
saberes profissionais em saúde,
competências profissionais,
prática profissional

Download


Métricas

  • Visualizações - 31

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.