A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Cuidado a pessoas com tuberculose privadas de liberdade e a educação permanente em saúde

  • Vanessa Cristina Neves Fabrini
  • Brígida Gimenez Carvalho
  • Fernanda de Freitas Mendonça
  • Maria Helena Dantas Guariente
  • Vanessa Cristina Neves Fabrini

    Secretaria de Justiça e da Cidadania do Estado do Paraná, Departamento Penitenciário, Penitenciária Estadual de Londrina, Londrina, Paraná, Brasil.

    Brígida Gimenez Carvalho

    Universidade Estadual de Londrina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Londrina, Paraná, Brasil.

    Fernanda de Freitas Mendonça

    Universidade Estadual de Londrina, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Saúde Coletiva, Londrina, Paraná, Brasil.

    Maria Helena Dantas Guariente

    Universidade Estadual de Londrina, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Enfermagem, Londrina, Paraná, Brasil.



Resumo

A tuberculose é um dos principais agravos a ser enfrentado no mundo, e a alta incidência na população privada de liberdade (904,9/100 mil habitantes, em 2013) contribui para a dimensão do problema. Este estudo apresenta a análise baseada em pesquisa-ação, desenvolvida em uma intervenção institucional que usou a Educação Permanente em Saúde para reorganização do cuidado prestado às pessoas com tuberculose e privadas de liberdade. Participaram da pesquisa os trabalhadores de enfermagem de uma penitenciária do Paraná, por meio de sete oficinas de Educação Permanente em Saúde. Três delas tematizaram o trabalho em equipe, acolhimento e corresponsabilidade; em outras duas, discutiram-se aspectos atuais da doença, a prática de cuidado desenvolvida e uma nova proposta de trabalho foi construída pela equipe. As duas últimas monitoraram a proposta implantada e corrigiram falhas. A pesquisa-ação articulada à Educação Permanente em Saúde mostrou-se apropriada ao desenvolvimento da intervenção, possibilitou a mudança de práticas dos trabalhadores e a transformação do cuidado às pessoas com tuberculose na instituição.

Palavras-chave

assistência de enfermagem,
educação permanente,
pessoas privadas de liberdade,
tuberculose

Download


Métricas

  • Visualizações - 151

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)