A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Conceituando o trabalho, o visível e o invisíve

  • Yves Schwartz
  • Yves Schwartz

    Département d'Ergologie, Université de Provence, 29, Avenue Robert Schuman, 13621,Aixen-Provence, Cedex 1, França.



Resumo

Neste artigo discutimos, na perspectiva da ergologia, o conceito de trabalho. Situamos as definições dele ao longo da história por diferentes correntes de pensamento e polemizamos sobre o caráter inédito, invisível e visível do trabalho. O que ele pressupõe e o que ele permite inferir em termos de investimento humano pessoal e coletivo. O que ele revela em termos de continuidades de modos de fazer e o que ele omite em termos de saberes investidos. Procuramos retrabalhar a noção de trabalho, tentando explicar os impasses evocados. Ao final, sugerimos como esta reapreciação da noção de trabalho poderia reinterrogar também o trabalho do historiador.

Palavras-chave

ergologia,
atividade de trabalho,
história

Download


Métricas

  • Visualizações - 91

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio