A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Avaliação de curso técnico de agente comunitário de saúde sob a ótica dos egressos

  • Maria do Socorro Andrade Modesto
  • Luciane Peter Grillo
  • Elisete Navas Sanches Próspero
  • Aline Brandão Mariath
  • Maria do Socorro Andrade Modesto

    Diretora pedagógica da Escola Técnica de Saúde do Tocantins, Palmas, Tocantins, Brasil. Mestre em Saúde e Gestão do Trabalho pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali).

    Luciane Peter Grillo

    Professora do Programa de Mestrado Profissional em Saúde e Gestão do Trabalho da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Itajaí, Santa Catarina, Brasil. Doutora em Ciências Aplicadas à Pediatria pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

    Elisete Navas Sanches Próspero

    Coordenadora do Mestrado Profissional em Saúde e Gestão do Trabalho da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Itajaí, Santa Catarina, Brasil. Doutora em Enfermagem pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

    Aline Brandão Mariath

    Nutricionista da Câmara dos Deputados, Brasília, Distrito Federal, Brasil. Mestre em Nutrição em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP)



Resumo

Este artigo apresenta os resultados de estudo desenvolvido com o objetivo de verificar a percepção de agentes comunitários de saúde do município de Palmas, estado do Tocantins, Brasil, sobre sua formação técnica. Realizou-se pesquisa descritiva utilizando-se questionário composto por 24 questões, por meio do qual se procurou obter dados pessoais da amostra de 63 egressos da Escola Técnica de Saúde do Tocantins e traçar sua carreira ocupacional antes e depois do curso técnico e durante a sua realização. Os dados analisados revelaram que os egressos entraram no mercado de trabalho em ocupação relacio nada à área técnica e que, no início da carreira, não eram vistos como trabalhadores da área da saúde. No decorrer dos anos, foram se destacando pelo relevante papel social prestado às comunidades. Atualmente, são reconhecidos profissionalmente como agentes comunitários de saúde e pela sua importância como elo entre a comunidade e a unidade de saúde. A formação técnica contribuiu muito para a atuação profissional, mas as oportunidades de progressão na carreira são limitadas.

Palavras-chave

agentes comunitários de saúde,
egressos,
formação técnica

Download


Métricas

  • Visualizações - 177

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)