A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Contribuições das comissões de integração ensino-serviço na educação permanente em saúde

  • Luiz Anildo Anacleto da Silva
  • Marinês Tambara Leite
  • Camila Pinno
  • Luiz Anildo Anacleto da Silva

    Universidade Federal de Santa Maria, Palmeira das Missões, Rio Grande do Sul, Brasil. Doutor em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Maria

    Marinês Tambara Leite

    Universidade Federal de Santa Maria, Palmeira das Missões, Rio Grande do Sul, Brasil. Doutora em Gerontologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

    Camila Pinno

    Universidade Federal de Santa Maria, Palmeira das Missões, Rio Grande do Sul, Brasil. Residente do Programa de Residência Multiprofissional Integrada da Universidade Federal de Santa Maria



Resumo

As comissões de integração ensino-serviço têm um importante papel para a efetivação da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. Neste estudo qualitativo, descritivo e exploratório, objetivouse conhecer os fatores que potencializam ou fragilizam a construção e o desenvolvimento dos planos regionais de educação permanente na concepção dos membros participantes das comissões de integração ensino-serviço do estado do Rio Grande do Sul. A amostra de participantes ocorreu pelo método proposital, intencional ou deliberado. Os resultados evidenciam a importância de tais comissões no desenvolvimento dos planos regionais de educação permanente em saúde. São considerados fatores facilitadores: a participação e o envolvimento dos profissionais, a estruturação dos serviços. Os fatores limitadores são as dificuldades de articulação, participação e envolvimento pessoal e institucional; e a participação dos gestores. O envolvimento dos gestores no processo é dual: seu conhecimento e envolvimento são considerados fatores facilitadores, enquanto o desconhecimento e a não facilitação na inserção no processo educativo são entendidos como prejudiciais ao desenvolvimento do processo como um todo.

Palavras-chave

comissão de integração ensino-serviço,
educação permanente em saúde,
processo de trabalho

Download


Métricas

  • Visualizações - 15

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)