A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Intensidade e imaterialidade do trabalho e saúde

  • Sadi Dal Rosso
  • Sadi Dal Rosso

    Professor do Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília (Unb) e pesquisador do CNPq. Doutor em Sociologia na Universidade do Texas em Austin.



Resumo

A relação entre condições de trabalho e saúde constitui o objeto deste artigo. O crescente grau de intensidade imposto ao trabalho contemporâneo provoca sérios danos à saúde dos trabalhadores. O artigo acresce ao estudo a ótica da imaterialidade, que fornece base para a hipótese de que a transição para atividades imateriais intensificadas está criando um perfil próprio de problemas de saúde para os trabalhadores. A análise empírica é realizada com o auxílio de dados provenientes de levantamento efetuado junto a 825 trabalhadores assalariados do Distrito Federal, Brasil. A análise das informações conduz à conclusão de que existem dois perfis diferenciados de problemas de saúde: o primeiro exemplificado pelas respostas dos trabalhadores da construção civil, protótipo do trabalho material; o segundo pelas respostas dos trabalhadores de telefonia, um ramo de atividades imateriais recentemente privatizado no Brasil e submetido ao rigor da competição internacional. Se a intensificação do trabalho material atinge primordialmente o físico do trabalhador, como nos casos dos inúmeros acidentes de trabalho, a intensificação nas atividades imateriais também conduz a problemas de saúde, mas com um perfil diferenciado, centrado mais em aspectos cognitivos, emotivos, relacionais e sociais da pessoa do trabalhador e do grupo a que pertence.

Palavras-chave

trabalho,
intensidade,
imaterialidade,
saúde,
perfil de problemas de saúde

Download


Métricas

  • Visualizações - 64

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio