A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

O ensino da saúde pública no Brasil: os primeiros tempos no Rio de Janeiro

  • Luiz Antonio de Castro Santos
  • Lina Faria
  • Luiz Antonio de Castro Santos

    Professor do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS/Uerj). Doutor em Sociologia pela Universidade de Harvard.

    Lina Faria

    Pesquisadora-Fapesp de Pós-Doutorado, Departamento de Política Científica e Tecnológica da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).



Resumo

Busca-se neste artigo recuperar as primeiras décadas do ensino da saúde pública no Rio de Janeiro, uma vez que a antiga capital federal revelou-se importante centro formador de profissionais sanitaristas. No Rio de Janeiro, o governo federal implantou centros de saúde pioneiros e contou com o auxílio técnico e os recursos humanos da Fundação Rockefeller. Partindo do contexto socioeconômico e político da década de 1920, o trabalho abrange o ensino da saúde pública durante a Primeira República, estende-se aos tempos de Vargas e Capanema e se encerra, aproximadamente, no início da década de 1960. Analisa-se a trajetória dos cursos de saúde pública e higiene no Rio de Janeiro, desde os tempos de médicos empreendedores de renome — como Carlos Chagas, Afrânio Peixoto, João de Barros Barreto e José Paranhos Fontenelle ainda no primeiro quartel do século XX. Esses nomes ligaram-se intimamente à história dos primeiros cursos para formação de profissionais na área de saúde pública, na capital da República e em todo o Brasil.

Palavras-chave

Carlos Chagas,
João de Barros Barreto,
profissões,
Fundação Rockefeller,
Escola Nacional de Saúde Pública

Download


Métricas

  • Visualizações - 84

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio