A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Repercussões do processo de ensinar-aprender em serviços de saúde na qualidade de vida dos usuários

  • Maria Regina Rufino Delfino
  • Zuleica Maria Patrício Karnopp
  • Mary Rosane Quirino Polli Rosa
  • Roseli Ribeiro Pasin
  • Maria Regina Rufino Delfino

    Professora aposentada, pesquisadora e colaboradora em cursos de pós-graduação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Doutora em Filosofia da Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

    Zuleica Maria Patrício Karnopp

    Professora aposentada, pesquisadora e colaboradora em cursos de pós-graduação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Doutora em Filosofia da Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

    Mary Rosane Quirino Polli Rosa

    Professora do Curso de Enfermagem da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), Tubarão, Santa Catarina, Brasil. Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisu

    Roseli Ribeiro Pasin

    Professora do Curso de Enfermagem da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), Tubarão, Santa Catarina, Brasil. Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul)



Resumo

Estudo de abordagem qualitativa cujo objetivo foi o de conhecer percepções de usuários de serviços de saúde atendidos por docentes e alunos de cursos de graduação em saúde de uma universidade de Santa Catarina, Brasil, sobre a repercussão dessa participação na sua qualidade de vida e saúde. Os dados foram coletados pela técnica da entrevista em profundidade com vinte indivíduos que buscaram atendimento nos locais onde eram realizados os processos de ensino-aprendizagem. O processo de análise-reflexão-síntese dos dados, com base no referencial teórico adotado, evidenciou repercussões positivas na qualidade de vida e saúde dos usuários, particularmente em razão dos atributos identificados nas interações que mediaram o atendimento às necessidades específicas apresentadas por eles. O conjunto de categorias identificado nas interações professor-aluno-usuário pode ser caracterizado como um construto de atenção humanizada em processos de ensino-aprendizagem, o qual por si só, pelos seus atributos de cuidado, representa um espaço terapêutico e de realização para todos os participantes. Processos dessa natureza podem contribuir para a concretização das diretrizes curriculares, integradas às políticas públicas em saúde, as quais orientam para a assistência integral e humanizada, tendo em vista a atenção à saúde para promoção da qualidade de vida da população em diferentes contextos.

Palavras-chave

processo ensino-aprendizagem,
usuário de serviços de saúde,
humanização da assistência,
qualidade de vida,
promoção da saúde

Download


Métricas

  • Visualizações - 17

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio