A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Trabalho, saúde e formação política na enquete operária de Marx

  • Júlio César Lopardo Alves
  • José Marçal Jackson Filho
  • Júlio César Lopardo Alves

    Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho, São Paulo, SP, Brasil

    José Marçal Jackson Filho

    Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho, Curitiba, Paraná, Brasil.



Resumo

Em 1880, Marx redigiu e publicou a Enquete operária para investigar as condições de vida e saúde da classe trabalhadora francesa. Além da investigação em si, tratava-se de politizar e fortalecer as organizações de luta dos trabalhadores franceses. A Enquete é, portanto, um mecanismo de investigação e politização da classe trabalhadora. O objetivo deste ensaio foi analisar a atualidade da Enquete de 1880. Quatro aspectos dela foram discutidos: desenvolvimento e utilização, acidentes de trabalho, jornadas e intensidade do trabalho, salários e condições de vida. A consistência da Enquete se deve à teoria marxista que a sustenta. Afirma-se, neste ensaio, que o questionário de Marx e a forma enquete operária – entendida como mecanismo de investigação e politização – permanecem válidos.

Palavras-chave

marxismo,
enquete operária,
condições de trabalho,
processo de produção,
saúde do trabalhador

Download


Métricas

  • Visualizações - 120

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.