A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Adoecimento dos trabalhadores da Estratégia Saúde da Família em município da região Centro-Oeste do Brasil

  • Ilma Amaral Piemonte Mello
  • Luiza Helena de Oliveira Cazola
  • Fabiana Maluf Rabacow
  • Débora Dupas Gonçalves do Nascimento
  • Renata Palópoli Pícoli
  • Ilma Amaral Piemonte Mello

    Universidade Federal de Mato Grosso do Sul , Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde da Família , Campo Grande , Brasil

    Luiza Helena de Oliveira Cazola

    Universidade Federal de Mato Grosso do Sul , Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde da Família , Campo Grande , Brasil

    Fabiana Maluf Rabacow

    Universidade Católica Dom Bosco , Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Local , Universidade Anhanguera-Uniderp , Campo Grande , Brasil .

    Débora Dupas Gonçalves do Nascimento

    Fundação Oswaldo Cruz Mato Grosso do Sul , Campo Grande , Brasil .

    Renata Palópoli Pícoli

    Fundação Oswaldo Cruz Mato Grosso do Sul , Campo Grande , Brasil .



Resumo

Estudo qualitativo que teve por objetivo analisar o adoecimento dos trabalhadores das Unidades Básicas de Saúde da Família de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, em 2015-2016. Os dados sobre as licenças médicas dos trabalhadores foram obtidos nos bancos de dados do Sistema de Gestão de Capital Humano para o Serviço Público e do Sistema do Instituto Municipal de Previdência. Dentre os trabalhadores licenciados há mais de 30 dias (n = 114), 39 responderam às escalas do Inventário sobre Trabalho e Risco de Adoecimento. Os principais motivos das licenças estavam relacionados aos diagnósticos de transtornos mentais e comportamentais (337, 53%) e às doenças do sistema osteomuscular e do tecido conjuntivo (171, 27%). Os índices relativos aos riscos de adoecimento no contexto do trabalho mostraram-se satisfatórios apenas na escala de indicadores de prazer no trabalho, no fator liberdade e realização profissional. As escalas de indicadores de sofrimento no trabalho e avaliação dos danos relacionados ao trabalho apresentaram risco grave, e as escalas de avaliação do contexto de trabalho e custo humano do trabalho, risco crítico. Os trabalhadores estão física e emocionalmente adoecidos, necessitando de intervenções para a melhoria da qualidade de suas vidas e da eficiência dos serviços prestados à população.

Palavras-chave

saúde do trabalhador,
processo de trabalho,
atenção primária à saúde,
Estratégia Saúde da Família

Download


Métricas

  • Visualizações - 108

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio