A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.
Foto: Ministério da Saúde/ flickr

O apoio institucional na gestão da Atenção Básica do estado da Bahia: uma análise do processo de trabalho

  • Diego Rangel dos Anjos Prata
  • Marcos Vinícius Ribeiro de Araújo
  • Vladimir Andrei Rodrigues Arce
  • Diego Rangel dos Anjos Prata

    Universidade do Estado da Bahia, Departamento de Ciências da Vida, Programa de Mestrado Profissional em Saúde Coletiva, Salvador

    https://orcid.org/0000-0002-3969-6856

    Mestre em Saúde Coletiva. Apoiador Institucional da Fundação Estatal Saúde da Família (FESF/SUS) na Diretoria de Atenção Básica, da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia.

    Marcos Vinícius Ribeiro de Araújo

    Universidade Federal da Bahia, Instituto Multidisciplinar de Reabilitação e Saúde, Departamento de Fonoaudiologia, Salvador

    Doutor em Saúde Pública (ISC/UFBA). Professor do Departamento de Fonoaudiologia (IMRS/UFBA) e do Mestrado Profissional em Saúde Coletiva (MEPISCO/UNEB).

    Vladimir Andrei Rodrigues Arce

    Universidade Federal da Bahia, Instituto Multidisciplinar de Reabilitação e Saúde, Departamento de Fonoaudiologia, Salvador

    https://orcid.org/0000-0002-8177-2525

    Doutor em Saúde Pública (ISC/UFBA), Professor do Departamento de Fonoaudiologia (IMRS/UFBA); do Mestrado Profissional em Saúde Coletiva (MEPISCO/UNEB) e do Programa de pós-graduação em Ciências da Reabilitação (PPG-REAB/UFBA).



Resumo

O apoio institucional se configura como recurso do Método Paideia para alcançar a cogestão, com vistas a transformar uma dada realidade. Na Bahia, o apoio surgiu em 2007 para estabelecer um novo modo de gerir a Atenção Básica estadual, de forma a efetivar as diretrizes da Política Estadual de Atenção Básica, evidenciando a relevância do processo de trabalho desenvolvido nesse contexto. O estudo objetivou analisar o processo de trabalho dos apoiadores institucionais que atuam na gestão da Atenção Básica do estado da Bahia. Trata-se de um estudo de caso com abordagem qualitativa, realizado na Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, envolvendo apoiadores e dirigentes. Os dados foram produzidos por meio de entrevistas individuais e analisados conforme o referencial teórico metodológico da hermenêutica-dialética. Os achados evidenciam percepções ambivalentes sobre os elementos do processo de trabalho do apoio institucional e pouca referência aos documentos institucionais de gestão e de planejamento, sugerindo dependência das características individuais dos apoiadores para a estruturação do trabalho. Contudo, o estudo apresenta potencialidade de disparar um processo de reflexão/inflexão em apoiadores e dirigentes sobre o papel do apoio desenvolvido pela gestão estadual da Atenção Básica, visando promover a (re)conformação dessas práticas e o fortalecimento da sua política.

Foto: Ministério da Saúdeflickr

Palavras-chave

Gestão em saúde,
Trabalho,
Atenção Primária à Saúde,
Sistema Único de Saúde

Download


Métricas

  • Visualizações - 681

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2023 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.