A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Interdisciplinaridade e formação na área de saúde coletiva

  • Marta Pimenta Velloso
  • Maria Beatriz Lisbôa Guimarães
  • Claudio Roberto Rodrigues Cruz
  • Teresa Cristina Carvalho Neves
  • Marta Pimenta Velloso

    Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil.

    Maria Beatriz Lisbôa Guimarães

    Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Medicina Social, Recife, Pernambuco, Brasil.

    Claudio Roberto Rodrigues Cruz

    Universidade da Amazônia, Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, Centro de Ciências Humanas e Educação, Belém, Pará, Brasil.

    Teresa Cristina Carvalho Neves

    Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil



Resumo

O artigo apresenta os resultados da pesquisa que objetivou discutir a potencialidade da práxis e conceitos de saúde pública/coletiva envolvendo profissionais e saberes na construção do conhecimento em saúde no ambiente escolar. O estudo foi desenvolvido durante o ano letivo de 2012 em uma escola pública, na cidade do Rio de Janeiro, com a participação de professores, alunos de ensino médio e estagiários de licenciatura. A metodologia utilizada de pesquisa-ação supõe uma ação coletiva orientada em função da re-solução de problemas, identificados a partir de um diagnóstico da situação elaborado pelos participantes. O diagnóstico foi realizado por meio de perguntas dirigidas aos professores e estagiários, e de uma redação direcionada aos alunos. Os resultados obtidos dos professores revelam que a saúde pública é compreendida como dever do Estado na prestação de serviços de prevenção e assistência à saúde. Já a saúde coletiva é associada ao bem-estar físico, mental e social da população. Tanto os professores como os estagiários, que já participaram de projetos interdisciplinares, reconhecem a experiência como positiva. Os alunos reconheceram que a educação é priorizada em relação às condições físicas e sanitárias da escola, mas identificaram em tais condições fatores de risco ao aprendizado e, consequentemente, à saúde e à qualidade de vida.

Palavras-chave

saúde coletiva,
promoção da saúde,
escola,
qualidade de vida

Download


Métricas

  • Visualizações - 41

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio