A Trabalho, Educação e Saúde (TES) é uma revista científica em acesso aberto, editada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Oswaldo Cruz.

Estratégias para consolidação da coordenação do cuidado pela atenção básica

  • Patty Fidelis de Almeida
  • Juliana Marin
  • Elisete Casotti
  • Patty Fidelis de Almeida

    Universidade Federal Fluminense, Departamento de Planejamento em Saúde, Instituto de Saúde Coletiva, Niterói, Rio de Janeiro, RJ

    Juliana Marin

    Programa de Pós-Graduação em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva (PPGBIOS), por associação entre a Universidade Federal Fluminense, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Oswaldo Cruz. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.

    Elisete Casotti

    Universidade Federal Fluminense, Departamento de Planejamento em Saúde, Instituto de Saúde Coletiva, Niterói, Rio de Janeiro, Brasil.



Resumo

O estudo aqui apresentado analisou a coordenação do cuidado por meio de dados do Programa Nacional para a Melhoria da Qualidade e do Acesso da Atenção Básica. Tratou-se de estudo descritivo com base em questionários aplicados a 1.313 usuários e 324 equipes de atenção básica no município do Rio de Janeiro em 2012. Avaliaram-se dimensões como organização da porta de entrada, resolutividade e continuidade do cuidado, integração horizontal, organização dos fluxos e acesso à rede de referência, continuidade informacional e comunicação entre profissionais. Os resultados indicaram que a atenção primária em saúde se consolidou como porta de entrada preferencial. Os usuários relataram que as equipes de atenção básica buscavam resolver seus problemas de saúde, o prontuário eletrônico estava disponível, embora não fosse integrado aos demais níveis, e os profissionais indicaram realizar reuniões semanais e receber apoio matricial. Entretanto, o tempo de espera para atendimento especializado era alto e a comunicação entre os profissionais insuficiente, o que dificultava o percurso do usuário na busca pelo cuidado e desvelava as fragilidades do trabalho em rede. Foram identificados avanços no fortalecimento da atenção primária e desafios para a constituição da Rede de Atenção à Saúde que minimizavam as possibilidades de coordenação do cuidado pelas equipes de atenção básica.

Palavras-chave

avaliação de serviços de saúde,
atenção primária à saúde,
estratégia saúde da família,
coordenação do cuidado

Download


Métricas

  • Visualizações - 149

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Copyright (c) 2022 Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio